As ondas

Você está onde gostaria de estar agora?

Às vezes a gente se move e as coisas não acontecem. Se a gente não se move, elas acontecem menos ainda.

Mesmo a gente se movendo e não acontecendo na hora ou do jeito que se quer, alguma onda estamos criando. De tanto se mover, uma hora a força das ondas vai ser tão forte que vai conseguir movimentar as coisas ao redor; e é justamente nessa hora que pode acontecer aquilo que mais se quer.

ondas

Engolindo pessoas

E assim ela foi, ano após ano, subindo um degrau.
Sabia que não brilhava naturalmente; que quando chegava ninguém notava sua presença. Sabia que ninguém pensava nela em momentos de carinho ou saudades.
Sabia que seu abraço não tocava nenhuma alma e suas raríssimas lágrimas não convenciam a ninguém. Seu coração batia em vão e seu toque era frio como o gelo. O gelo ao menos derrete em contato com o calor, mas ela…  nada fazia seu coração derreter. Era uma humana vazia de sentimentos.
As únicas coisas que faziam seu coração bater eram números: os números de relatórios que ela entregava depois de ter sido contratada para mudá-los. E que consequentemente mudavam também os números de sua conta bancária.
Então assim ela foi. Aumentando números, levando algumas pessoas consigo, derrubando outras. Assim ela seguiu, engolindo pessoas. Todos aqueles que estiveram ao seu lado nessa subida, em determinado momento da trajetória foram deixados para trás; quando ela não precisou mais deles.
Pessoas que poderiam acrescentar seus números de alguma forma foram poupadas e falsamente acomodadas em seu coração de gelo. Quando deixaram de somar aos seus números, ela os engoliu, tirando-os da sua frente.
Ano após ano ela continuou engolindo pessoas. Engoliu tanto que chegou um momento que ela estava só; tinha engolido todos ao seu redor, inclusive sua família. Nesse momento ela se deu conta de como tinha sido sua trajetória. Agora não lhe restava mais nada além dos números ali amontoados dentro dela. E ao invés de fazerem alguma diferença em sua vida, agora eles pesavam.

E ela já não tinha mais ninguém para ajudá-la a carregá-los, pois já tinha engolido todo mundo. Mas nem assim ela se abalou. A única coisa que a afetou foi o fato de que ela nunca mais poderia fazer aquilo que sabia fazer de melhor; que nunca mais poderia continuar engolindo pessoas!

Ouça seu coração

Meu coração está sempre feliz quando eu viajo.
Esta foto foi tirada em Morro Branco, Ceará

Quando alguém diz “ouça seu coração” todo mundo tem o costume de achar que estamos nos referindo apenas a assuntos sentimentais.Como assim, seu coração bate somente por outra pessoa? Não há outras coisas que façam seu coração bater? Então acho que você precisa cuidar um pouco mais dele porque ele está muito petrificado ou recebendo pouca atenção…Motivada por um texto inspirador sobre ser feliz com o trabalho e depois de coincidentemente ouvir a música do Roxette “Listen to your heart” fiquei pensando em algumas coisas.

A vida é muito curta, isso todo mundo já sabe. Mas é muito curta quando estamos felizes. Os momentos bons passam rápido demais. Alguns dizem que não somos felizes e que apenas vivemos momentos de felicidade, mas, na verdade, acho que o que acontece é que quando estamos felizes não vemos o tempo passar então parece que a vida é curta. Porém, quando estamos insatisfeitos, entediados, tristes ou cansados, parece que o tempo demora demais para passar.

É simples: basta pensar em como o dia “não passa” quando estamos cansados demais e só queremos que o expediente de trabalho acabe. Dizemos “chega meia-noite, mas não chega seis horas”. Por quê? Porque naquele exato momento não estamos exatamente felizes! E assim a vida passa.

Algumas pessoas passam a vida inteira infelizes: com o trabalho, com o relacionamento, com o lugar onde moram ou com o próprio corpo. São infelizes, mas continuarão assim pelo resto de suas vidas. Sim, porque a vida vai passar devagar demais para alguém que não esteja aproveitando dela como realmente deveria. E imagine uma vida infeliz e longa? Por isso, realmente precisamos ouvir nosso coração. Até porque ele pulsa sem parar e se você não fizer o que ele quer, um dia ele vai explodir de tanto bater de tristeza.

Chega uma certa etapa da vida que você tem que olhar para trás e ver que tudo que já viveu valeu a pena; que realizou tudo aquilo pelo qual seu coração batia. E se você olhar e vir que não foi ou não é feliz, então tem que mudar. Tem que mudar tudo. De casa, de parceiro, de trabalho, de planeta! Mas isso não significa que você vá conseguir mudar sua vida de uma hora para outra, claro. Só que tem que se movimentar. Tem que dar um passo em direção a sua felicidade. Porque seu coração vai continuar batendo de qualquer jeito. Basta você escolher se ele vai bater feliz, ou infeliz.