Isso é um problema seu!

Não adianta eu tentar querer entender o seu problema para resolver o meu.
O seu problema é seu e só seu.
O problema do seu problema é quando ele vira um problema pra mim. Se você tem um problema, tem que resolvê-lo antes de se aproximar de alguém e causar um problema também na vida do outro.
Você pode tentar buscar a solução num ombro alheio; e o outro pode ter não só o poder, mas também prazer em ajudá-lo.
Agora o que você não pode é trazer um problema para alguém e não querer ajuda.
E se não quer ajuda lembre-se que o problema vai continuar sendo seu; somente seu.

Toca sua vida, toca

 
 
 
 
Toca sua vida, toca.
Esquece as decepções, as mágoas, as puxadas de tapete, as amizades mascaradas, os amores ingratos, os esforços não retribuídos, os afetos não correspondidos.
Toca sua vida, toca.
Pensa nos lugares que ainda tem pra conhecer, nas pessoas que ainda irão lhe fazer e trazer o bem, nas oportunidades muito melhores que ainda estão por vir, nos amigos de verdade que estão ao seu lado desde sempre. Não se prenda a um passado que achando que era bom você não está deixando um futuro melhor surgir.
Toca sua vida, toca.
Porque quando toca sua vida ela mesma se toca e faz o mundo girar. E quando o mundo gira tudo entra no seu lugar.
Quem estava embaixo vai pra cima, quem estava subindo em cima da cabeça dos outros despenca e as peças que estavam fora do lugar se encaixam.
Toca sua vida, toca.
Quando você toca, você sai da toca e é lá fora que a vida realmente acontece. Sai do casulo pra voar, sai do ninho pra viver, sai da toca simplesmente pra tocar. Pra tocar pra fora tudo que não merece ficar, pra espantar pra longe tudo que lhe faz paralisar, pra sacudir ao vento tudo que já virou pó.
Toca sua vida, toca.
Toca sua vida pra trocar de energia, pra mandar embora tudo que não lhe pertence e pra trazer pra perto tudo que sempre será seu. Porque quando você toca sua vida, outras vidas você também toca e até naquelas que você achou que nunca mais ia tocar, você toca, e finalmente aquela vida se toca.
E lembre-se: na engrenagem do mundo apenas as vidas certas você vai tocar, de um jeito ou de outro.
O que você não pode jamais é para de tocar…

 

Idas e vindas

 
 
 
 
 
É um entra e sai de gente, toda hora, sem parar.
Aqueles que você achava que ficariam para sempre se vão antes dos que deveriam ir. Aqueles que você nem imaginava entraram aos poucos, pegaram os seus lugares, fizeram sua história na sua vida e nunca mais partiram.
A realidade é uma só. Quem quer ficar fica; não tem jeito: sempre aparece, sempre se interessa, sempre está presente de uma forma ou de outra.
Claro que tem o fato de que você talvez possa não querer a presença desse alguém. Então ou sorrateiramente, ou diretamente, o mandamos embora. Agora, se vamos aceitando de mansinho a presença de alguém, se a presença, mesmo que na ausência, se torna importante, essa pessoa fica e para sempre. Na ausência também, porque uma pessoa pode ficar longe um tempo, mas quem é para sempre na nossa vida, nunca fica muito tempo longe de fato.
Assim é também o oposto. Às vezes nós queremos ficar na vida de alguém. Telefonamos, mandamos e-mail, tentamos marcar um encontro, falamos que estamos com saudades. Se essa pessoa não corresponde, um dia a gente também se vai. “Tá”  a gente quis ficar, mas o outro não quis. Fazer o quê? Partimos e pronto.
Mas quando é para ser, quando os dois corações querem ficar um perto do outro, eles ficam. Tenho amigos que moram longe, mas ainda vivem dentro do meu coração e eu do deles. E sempre que podemos nos encontramos. Meu irmão mora em Londres, mas falo com ele quase todos os dias. Tenho sobrinhos que são como irmãos, e irmãos e cunhados como pais.
Tenho amigas de anos, que mesmo que não nos falemos ou nos vejamos com frequência, nada vai nos separar. A vida é assim; escolhemos quem queremos que fique do lado da gente, assim como também somos escolhidos.
Sinto saudades dos amigos que eu tentei manter por perto, mas que não quiseram ou não puderam. Já quanto aos amores, não fico triste porque não deram certo; porque depois vieram outros amores e aquilo que eu disse antes faz muito sentido. Quem não quer ficar perto não merece ficar dentro do nosso coração. Se alguém não te quis tem outros que querem; simples. Assim como a gente também não quis outras pessoas.
O tempo leva todos mesmo. Só não leva quem realmente quer ficar. Muitos de quem sentimos falta também sentem falta da gente, então a gente retoma o contato, a amizade, o sentimento bom. Fortalecemos antigos laços, nos reaproximamos.
Se for sincero, é só voltar e pronto. Ou não é? Há erros perdoáveis, há mágoas que podem ser superadas, há afastamentos que podem ser revertidos. Desde que os dois lados queiram ficar.
Pode até levar um tempo, mas quem tem que ficar, fica.
E você, quer ir ou ficar?

 

O pensamento

Seria bom se pudéssemos controlar o pensamento.  Inclusive o alheio. Sair do pensamento de uns, entrar no de outros…
Porém, se não conseguimos nem controlar os próprios pensamentos, como vamos controlar o dos outros? Não conseguimos deixar de pensar no que queremos e pensar no que devemos. Mas, se pelo menos pudéssemos controlar o dos outros, ah que bom seria!
Bom, se pudéssemos controlar o que pensam os outros, também teríamos os nossos pensamentos controlados. E daí não seriam nossos pensamentos, mas sim o de outro alguém em nossa mente. E assim faríamos a vontade do outro e não a nossa. E controlando o pensamento alheio, o outro também faria nossa vontade.
Seria o caos dos pensamentos, o caos das vontades.
Pensando bem, que bom que eu posso pensar o que quiser, assim como você. Ou será que isso não é bom? Afinal, existem pensamentos que nem sempre a gente controla e isso é uma pena. E que pena que não podemos entrar e sair do pensamento de quem quisermos.
Ah se pudéssemos controlar o pensamento…
Mas já que não podemos, já que eu não posso ler o pensamento de ninguém, me responda:
E você, está pensando em quê agora?